Il Diario di Tinton











{2009-02-02}   As Vezes

(by Lina Magni)

As vezes queria ir embora era ontem
Essas vezes que quero tanto te chamar, mas me falta a coragem
As vezes encaro minha fragilidade e me vergonho dela
essas vezes que fico tão triste que não sei por onde começar
E os cacos de um coração infinito, cheio de amor incabível
em fragmentos por nao saber para quem se doar
As vezes procuro no mundo, nas ruas
qualquer razão para jorrar essa luz
e me sinto em um mundo ao inverso
e te sinto disperso
Quando ninguém quanto eu parece saber o que é a companhia
e me sinto tão diverso
e me sinto tão disperso

10 jan 2009


{2002-11-25}   Poemando ou Cantando
From: "Araci" 
Date: Mon Nov 25, 2002  22:08:06 Brazil/East
Subject: poemando e cantando

Amigos que me cativaram e conhecem o meu coração, compartilho
um momento de boba e feliz inspiração. Somente a 1ª parte e que
veio como canção, no chuveiro, é claro.

UM BEIJO EM CADA CORAÇÃO!!!!

Araci

Poemando ou cantando:

Em 25/11/02

Cantando no chuveiro, com meu ser inteiro

Im free, Im alive
Im in peace, peace of mind
I feel good, I feel right
I have love, I can fly
I feel the power of the light

Im free, I have life
I have love, I can fly
I wanna fly so high

Um dia se acorda, mas todo dia se acorda, só que um dia se acorda mais,
muito mais, e não tem corda suficiente para nos prender, porque, muito
acordados, ficamos inteiros, conscientes, verdadeiros, livres!!!!

E, eu vou voar, vou me encontrar, vou ver o mar
E, vou mergulhar, nas aguas originais, e me encontrar
Depois, vou flutuar, leve leveza ate gaseificar
E com nada e tudo me identificar.

Saltei! Não há quem me impeça agora, nem mesmo eu mesma, deste salto mortal,
original, genial, essencial, vital!

Vida, aqui vou eu!
Sem medo, solta, deixando as tralhas pra trás,
Abrindo as asas do coração
Relaxando no furacao...

Vida, agora eu fui!
Me leva em teus braços
Pra novos espaços
De dentro ou de fora
Contanto que eu continue solta,
mas envolta
da paz, do amor, da harmonia,
da beleza, da alegria,
da realidade, da verdade
respiro a felicidade
da grande tranqüilidade
de confiar
e simplesmente
deixar acontecer
a maravilha de ser!


et cetera
%d bloggers like this: